“O resultado desta primeira rodada evidencia a necessidade da classe se mobilizar para um ano de luta”, resumiu Gladir Basso, Presidente da FEEB/PR e membro da Comissão de Negociação, ao referir-se à reunião de negociação ontem (28), em São Paulo, entre a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação –CEBNN – da Contec e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos).

Nessa primeira rodada, apesar do esforço da CEBNN/Contec, os bancos não aceitaram assinar o pré-acordo para garantir a data-base (1º de setembro) e a ultratividade, que garante os direitos dos bancários contidos na atual Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) – que tem validade até 31 de agosto próximo – até a assinatura da nova CCT.

De acordo com Gladir Basso, na reunião a Fenaban concordou apenas em marcar a segunda rodada de negociação para o dia 12 de julho, às 15h00, em São Paulo, para dar continuidade às negociações desta Campanha Salarial.

“Diante deste cenário, é importante que a categoria fique unida e mobilizada para um ano de luta, pois a posição adotada nesta primeira reunião mostra que teremos um ano difícil de negociação para assegurar os direitos e interesses dos bancários nesta Campanha Salarial”, reforça Gladir.

Este ano os bancários reivindicam reajuste com base no INPC dos últimos doze meses (setembro/2017 a agosto/2018) mais aumento real de 5%, e aumento de 10% sobre verbas e benefícios, como vale-alimentação e cesta-alimentação, além de outras cláusulas sociais e econômicas.

BANCO DO BRASIL

Na tarde desta sexta-feira (29), em São Paulo, acontece a primeira rodada de negociação com o banco do Brasil.

Fonte: Contec/FEEB/PR

Comentários