O lucro acumulado de Bradesco, Itaú Unibanco, Santander e Banco do Brasil neste ano é de R$ 59,7 bilhões, o maior para o período pelo menos desde 2006. O ano que chegou mais perto desse valor foi 2015, quando os bancos ganharam juntos R$ 57,7 bilhões. Em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 52,1 bilhões), o lucro deste ano aumentou 14,6%. Os valores já estão corrigidos pela inflação.

No terceiro trimestre, o lucro líquido contábil dos quatro bancos foi de R$ 19,3 bilhões, um aumento de 10,3% em relação a igual trimestre de 2018. Já na comparação com o segundo trimestre de 2019 (R$ 20,5 bilhões), o ganho caiu 5,9%.

O levantamento é da empresa de informações financeiras Economatica e considera o lucro líquido informado pelos quatro maiores bancos do país com ações negociadas na Bolsa. Foi considerado o lucro líquido informado pelos bancos à CVM (Comissão de Valores Mobiliários). O histórico começa em 2006 porque só há dados disponíveis para o Santander a partir deste ano.

O ganho de julho a setembro foi o maior lucro trimestral desses bancos, perdendo apenas para os ganhos apurados nos outros dois trimestres deste ano.

No acumulado de 2019, os quatro bancos somam um lucro líquido de R$ 59,7 bilhões, um aumento de 17,8% em relação aos R$ 50,7 bilhões registrados no mesmo período de 2019.

Maior lucro foi do Bradesco, com R$ 5,8 bilhões

Veja o lucro dos quatro bancos no terceiro trimestre de 2019:

Bradesco: R$ 5,8 bilhões

Itaú Unibanco: R$ 5,6 bilhões

Banco do Brasil: R$ 4,3 bilhões

Santander: R$ 3,6 bilhões.

Fonte : UOL, 07/11/2019, São Paulo.

Comentários