A partir das 16 horas desta terça-feira (28/07), por videoconferência para mais de 40 dirigentes sindicais, a gerente de soluções Inês Maria Saldanha de Matos Neves Lima, fez apresentação das mudanças da Gestão de Desempenho Profissional – GDP, do Banco do Brasil, que ampliou o programa para as unidades estratégicas, táticas e de apoio, passando a alcançar 93 mil funcionários.

A apresentadora registrou que o Banco investirá R$ 452 milhões por ano no programa, que visa motivar a superação dos objetivos, ampliando o percentual de contemplados para 40% dos participantes, com premiação semestral de 5% – 1,5 VR (Valor de Referência), 10% – 1 VR e 25% – 0,4 VR, destacando que a premiação poderá chegar a 3VRs por ano, para os novos participantes.

Não poderão participar do programa os colegas que se encontrem respondendo a processos administrativos, os egressos dos bancos incorporados que não aderiram ao regulamento do banco, bem como os falecidos, demitidos por justa causa ou a pedido.

Além dos corporativos e de nível gerencial, são pré-requisitos individuais a atuação em caráter efetivo, pelo menos, por 90 dias no semestre e alcançar, no mínimo, a nota média de 5,10 no placar final da dimensão metas.

O pagamento da premiação se dará 50% em AÇÕES do BB e 50% no Cartão Alelo ou no Carteira BB (https://www.carteirabb.com.br/).

Fonte Contec, 28/07/2020

Comentários